fbpx

O que não fazer ao criar a marca da empresa

Se a sua empresa fosse uma pessoa a logotipo seria o equivalente ao rosto dela. Pensando assim, você não quer que o público a veja como um rosto “feio”. Por isso no post de hoje, nós iremos dar dicas de como não criar a logo do seu negócio. Pode parecer estranho criar um texto apenas […]

Se a sua empresa fosse uma pessoa a logotipo seria o equivalente ao rosto dela. Pensando assim, você não quer que o público a veja como um rosto “feio”. Por isso no post de hoje, nós iremos dar dicas de como não criar a logo do seu negócio.

Pode parecer estranho criar um texto apenas para falar sobre como não fazer alguma coisa, porém, após anos trabalhando com a criação e redesign de logos para os nossos clientes, nós da Arconel Marketing e Design conseguimos perceber alguns “erros” que as pessoas cometiam que acabavam fazendo com que a logo ou não tivesse um visual agradável ou então passava uma ideia equivocada sobre o que a empresa fazia.

Leia também: Como mostrar o valor da sua marca para os clientes

Com isso não quero dizer que só exista um jeito certo  de se criar a logo da sua marca e que você não pode fazer isso do seu próprio jeito.

A questão é: O gosto do público se modifica com o passar do tempo, incluindo os tipos de logos que mais funcionam para eles. Nota-se isso em logos como a da Apple, Instagram, Nike, AirBnB, McDonald’s, entre outros. 

Muitas empresas inclusive, tiveram que “atualizar” sua identidade visual para se encaixar a essa nova realidade do mercado. Você pode ver isso se pesquisar sobre a evolução de algumas marcas mais conhecidas.

Saiba mais em: Veja porque você deve investir no branding da sua empresa

Tendo dito tudo isso, vamos então às dicas de como não criar a logo do seu negócio, ou melhor dizendo, o que você deve evitar na hora de criar a sua marca:

Não coloque elementos demais

A famosa expressão “menos é mais” do arquiteto Mies van der Rohe serve para explicar porque o minimalismo se tornou tão apreciado em diversos setores, principalmente o de criação de logotipos.

Uma logo minimalista facilita a sua leitura, pois não é preciso decifrar tantos elementos para entender o todo. Além de ser mais prática de se replicar em diferentes materiais.

Por exemplo, imagine ter que bordar uma logo toda detalhada em um tamanho reduzido. Seria trabalhoso não é? Talvez não fique tão bem visualmente.

Outro fator é que quanto mais elementos, maior vai ser a história para explicar como todos eles se encaixam. Portanto, o ideal é que a sua logo tenha no máximo 3 elementos diferentes.

Não utilize elementos que já foram utilizados em excesso

Muito provavelmente você já deve ter ido a uma clínica odontológica cuja logo consistia no desenho de um dente. Ou então viu a placa de um restaurante com ícones de pratos/talheres/panelas.

Esses são alguns poucos exemplos de tipos de elementos que já foram utilizados por empresas até se esgotarem. Portanto, utilizá-los acaba prejudicando a marca, pois não se diferencia da concorrência, consequentemente não irá atrair a atenção do público.

E também, se você por acaso utilizar um símbolo que já esteja presente na logo de outra marca, você pode acabar tendo que enfrentar um processo.

Aprenda a proteger a sua marca com a CERUMAR

Por isso, a melhor estratégia é fazer algo diferente do que já existe no mercado.

Não faça logos que não funcionem em diferentes tipos de mídias (digital, impressos, etc).

Às vezes acontece de a sua logo funcionar bem um cartão de visitas e em uma placa, não ficar agradável no bordado de um uniforme, como já citamos no primeiro tópico, ou então não gerar contraste se aplicada a uma parede de tijolos.

Isso acontece quando não são feitos testes com a logo durante o processo de criação, para saber se a cor, o traço, o tamanho e a fonte serão legíveis.

Uma forma de evitar eventuais problemas ao aplicar sua logo é fazer testes em modelos 3D, conhecidos como mockups, para ver com ela irá se comportar em diferentes superfícies e decidir onde vale a pena aplicá-la.

É nesse momento que você poderá decidir se a logo precisa de alterações, além de criar padrões horizontal e vertical, positivo e negativo – positivo para fundos claros e negativo para escuros – que a farão funcionar quando aplicada em cada superfície.

Procure não misturar temas polêmicos na sua logo

Não adianta criar uma logotipo que reflita apenas as suas ideologias e posicionamentos pessoais, mesmo você sendo um microempreendedor individual. É preciso separar o que é a imagem da empresa da imagem de quem está por trás dela.

Eu digo isso porque se você quiser prosperar e crescer no mercado, provavelmente vai ter que atender e fechar negócio com pessoas muito diferentes de você, seja em vivências, opiniões e até mesmo posicionamento político.

E no caso de você atender a esse público diferente de você, não seria interessante possuir uma logo que transpareça um posicionamento político ou algum tipo de preconceito que você tenha.

O motivo é que o seu possível cliente pode se sentir ofendido com esse tipo de posicionamento e, obviamente, deixará de fechar negócio com você por esse motivo.

Preste atenção na fonte escolhida

Pode até parecer que o tipo de fonte não influencia na imagem da logo e que por isso não tem problema utilizar a Comic Sans na logo de um escritório de advocacia, mas a realidade é que o tipo de letra escolhido tem um peso muito grande na forma como a sua marca será percebida pelo público.

Se você criar a marca para um escritório de advogados, você vai querer que ela transmita a sensação de seriedade e competência, bem como a logo de uma academia deve passar a ideia de dinâmica e movimento.

Existem diversas fontes já criadas que você pode utilizar, ou então se quiser que as suas letras tenham um design único, você pode criar a própria fonte da sua marca.

Tendo dito isso, finalizamos o post de hoje, onde falamos sobre o que você deve evitar na hora de criar a logo da sua empresa para ter o melhor resultado possível ao final.

Esperamos que nosso conteúdo seja útil para você. Continue acompanhando nosso Blog e dê uma olhada nos nossos Materiais Gratuitos. Até a próxima!

Autor: Eduardo Ribeiro

Fundador Arconel Marketing Design | Consultor de Marketing do Sebrae Santa Catarina | Especialista em Inbound Marketing

Postagens relacionadas

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *